Mensagem de Hoje do Missionário

DUAS VIRTUDES INDISPENSÁVEIS - 18/08/2019

O temor do SENHOR é limpo e permanece eternamente; os juízos do SENHOR são verdadeiros e justos juntamente. 

Salmo 19.9

 

É impossível viver bem sem o temor de Deus em nosso coração e diante dos nossos olhos, pois, na nossa caminhada, o diabo nos trará as piores tentações. Quem desrespeita o Senhor também desrespeitará o lar do próximo e o acordo incondicional de fidelidade e cuidado feito com o cônjuge. Portanto, nunca deixe que algo o tire da palavra firmada diante do Senhor.

O problema não é a deslealdade do cônjuge, mas o seu compromisso com o Onipotente, porque as Escrituras dizem: Se formos infiéis, ele permanece fiel; não pode negar-se a si mesmo (2 Tm 2.13). Diante dessa declaração, como podemos proceder de modo diferente? Agora, se falta reciprocidade da outra parte, temos o direito de aceitar a sua decisão, mas, mesmo assim, deveríamos orar para que ela se arrependa e abandone o caminho da perdição eterna.

O temor do SENHOR é o princípio da sabedoria (Pv 9.10). Então, aquele que é governado por esse fundamento jamais cederá às ofertas do inimigo, por mais irrecusáveis que pareçam ser. Nenhuma tentação é verdadeira, e sim um laço usado para prender os incautos e irresponsáveis na fé. Não vale a pena acreditar no maligno!

Quem não tem o temor do Senhor fica desorientado e vive dominado pelas dificuldades. Por isso, na escolha do cônjuge, despreza o que o Senhor lhe mostra e vê o que o adversário deseja. Depois, com o passar dos anos, arrepende-se da sua decisão, mas, fora da visão do Alto, acaba entrando em outras aventuras. Assim, complica a sua vida por toda a eternidade. A falta de sabedoria é assassina.

Cada um tem talentos especiais que precisam ser descobertos e usados, pois darão satisfação e contribuirão para melhorar a vida do próximo. A pessoa que não respeita o Senhor decide ser e fazer o que lhe dará uma renda melhor. Porém, quando uma ajuda lhe for solicitada, ela falhará, pois não desenvolveu os dons para prestar socorro.

Ao se desviar do mal, você frustra o plano maligno, porque deixa de ser usado para cumprir algum projeto destruidor. Além disso, torna-se uma bênção para os demais ao desenvolver as suas habilidades. Aquele que teme a Deus se afasta do mal, ainda que inconscientemente, pois o Senhor toca em seu coração para não seguir a direção diabólica. 

Apartar-se do mal demonstra inteligência, e cair nele é o cúmulo da estupidez. Um dia, nós nos encontraremos diante do tribunal da eternidade, a fim de prestarmos contas do que fizemos ou deixamos de fazer com as oportunidades dadas pelo Senhor, ou com as tentações. Então, o que você dirá? Ore a Deus agora e recomece a sua vida!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

ORAÇÃO DE HOJE
 

RECEBA AS MENSAGENS EM SEU E-MAIL