Notícias

Jovens cariocas doam alimentos e levam palavras de esperança

03/07/2020
Juventude da Igreja da Graça cumpre o 2º maior mandamento: “Amarás o teu próximo como a ti mesmo” (Mc 12.31).

Todos os sábados, os Jovens Que Vencem (JQV) da Igreja Internacional da Graça de Deus (IIGD) de Madureira, no Rio de Janeiro, realizam o “Café Solidário”, um projeto social que leva alimento aos moradores de rua. Durante o encontro, eles recebem alimento, uma palavra de esperança e orações.

O início de tudo

O “Café Solidário” é mais uma ação do ministério “Hope”, que também é responsável por projetos como “Campanha do Agasalho”, “Campanha de Doação de Sangue” e “Sopão”.

Os jovens cariocas sentiram esse chamado após o estudo do livro de T. L. Osborn, “Conquistando Almas Lá Fora Onde os Pecadores Estão”. O líder JQV do Rio de Janeiro Clayton Almeida conta que, após a leitura, “eles foram motivados a fazer algo que pudesse levar alimento para os necessitados e esperança aos seus corações através da Palavra de Deus”.

Como funciona

O trabalho do “Café Solidário” começa durante a semana com a arrecadação de produtos como pães, açúcar e descartáveis, todos provenientes de doações.

No dia do encontro, os jovens chegam cedo e prepararam o café com cuidado e higiene. “Hoje, devido à pandemia, o uso de máscaras e luvas é obrigatório”, conta o líder. Durante a distribuição, o voluntário é orientado a conversar com os beneficiados e deixar uma mensagem de ânimo para fortalecê-lo na fé.

Fernanda Reis é uma das pessoas que participa do trabalho. Ela sente grande realização ao se doar pelo próximo. “O meu coração queima por essas pessoas e ações assim me fazem muito feliz”, explica.

Davison Marques também abraçou a ideia: “Foi uma experiência muito boa. A gente sempre encontra histórias que nos surpreendem. O café é um presente para todos eles, mas queremos também levar a Palavra de Deus, pois Ele é o único que pode mudar qualquer situação”, confessa.

Os testemunhos

Os frutos do trabalho já começaram a ser colhidos. “Duas pessoas que receberam o ‘Café Solidário’ procuraram a Igreja da Graça no dia seguinte em busca de mudança. Um deles, que não quis se identificar, disse que era viciado em drogas, mas, hoje, almeja a libertação e nova vida em Cristo”, comemora Davison.

Por Anderson Nascimento